It’s THAT time of the year!

Padrão
Marysia, no Net-a-Porter

Marysia, no Net-a-Porter

Swim-suit season.

As palavras mais medonhas que Deus inventou para as mulheres depois dos 30. Ok, pronto: para todas as mulheres com mais do que 1Kg de rabo. E se disserem que não, estão a mentir. Ainda que tenha sido por 5 minutos, todas as mulheres já se sentiram inseguras em frente ao espelho, de bikini.

Fatos-de-banho: a nossa relação amor-ódio.

Chega o mês de Maio e somos bombardeadas com as mensagens publicitárias do costume: perca peso, pele casca de laranja nunca mais, combata a celulite, veja-se livre da flacidez para sempre. Promessas, promessas e mais promessas. E nós dizemos: “Desta vez é que é! Vou fechar a boca, dizer adeus aos bolos e comer toneladas de alface”. Boas resoluções que só pecam por tardias e mal orientadas – devia ser todo o ano sem excessos, e a pensar na saúde, e não na balança. E que – já se vê – nunca são cumpridas. Por isso, chega a praia e os maridos desesperam com o exacerbar da velha canção “Não tenho nada para vestir”, aplicada aos bikinis que “não se usam”, com estrofes como “olha para a minha barriga”, “que susto de rabo, meu deus” e “este ano não ponho os pés na piscina”. Enfim… Exageros próprios de gente sensível.

Mas…

Que manda tudo às ortigas quando surge o primeiro fim-de-semana com temperaturas acima dos 30. Coxas? Um páreo e o assunto arruma-se. Barriga? Usa-se uma túnica. Nada, nem mesmo a ameaça de celulite a espreitar se consegue interpor entre uma portuguesa e os seus banhos de sol. 🙂

Desde que a B. nasceu que fiquei com 3 kg a mais do que tinha (ainda assim, diz o meu IMC que sou magra), gordurinha linda que se alojou nos sítios do costume: rabo (obrigada, Deus meu, muito obrigada) e barriga (seu grande f$%& da $%&!). E apesar dos esforços – ok, não não tenho feito esforços, só passear o cão e subir escadas – os 3 kg teimam em não desaparecer. E que fiz eu?

Comprei um fato de banho. Um “onepiece”, aquela coisa antiga que é usada por senhoras idosas, ou em piscinas municipais. Aquele formato que foi abandonado quando a barriga passou a ser o novo sexy, as calças desceram as cinturas e o mundo nunca mais foi o mesmo. Hoje em dia as cinturas voltaram a subir, mas as barrigas continuam a espreitar, atrevidas, como que a dizer: “Sou mais nova, mais tonificada e mais lisa que tu. Ah, e nunca tive bebés!”

Pois.

Heidi Klein, no Net-a-Porter

Heidi Klein, no Net-a-Porter

Se não as podes vencer, muda de campo de batalha – my words. Um decote é ainda mais sexy se for a única pele à mostra entre os ombros e as ancas – perguntem à Deborah Kerr. Um padrão de palmeiras em que se consegue ver mesmo TODA a palmeira é giro. E sem padrão, em preto, vistam-lhe uma saia e estão prontas para a noite. Ninguém nota! As senhoras ficam mais distintas, mais elegantes. E as barrigas ficam mais aconchegadas dentro da lycra. Toda a gente ganha com o assunto, a sério. Experimentem! 🙂

Até já!

Anúncios

2 responses »

  1. Vi ontem um fato de banho lindo na Zara!!! Os da Nyos também são giros mas preços incompatíveis!!! Ainda não comprei nada para este ano…o ano passado optei por um da Calzedonia de cinta subida!!!

    We Agree to Disagree
    ***

Diga de sua justiça...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s