Tag Archives: Christian Louboutin

Aleluia, chegou a silly season!

Padrão
Baby George!

Baby George!

A sério: chega Julho e as revistas cor-de-rosa trazem-nos as “famosas” em biquini, os casais que descasam e casam outra vez, o aniversário do príncipe George (coisa mai’ fofa), as fatiotas da (rainha) Letízia no seu primeiro mês de reinado, e outras pérolas do género. E uma pessoa, com tanta coisa para ver, e ler, e fazer (e saldos de 50% no Net-a-Porter), já não sabe para onde se virar. Assim sendo, um resumo:

A Blake Lively lançou um site de lifestyle que o nome “Preserve” (conservar). É suposto ser um projecto sobre moda, decoração, arte urbana, e até culinária, com entrevistas, fotos, curiosidades, loja on-line, tudo salpicad com escolhas pessoais da atriz. Sim, basicamente é uma confusão pegada. Em fundo negro. E as críticas não têm sido as melhores. Adiante.

Capa de revista com menos de 1 ano... :)

Capa de revista com menos de 1 ano… 🙂

O baby George fez 1 ano, e a festa de chá foi encantadora, diz quem esteve. O aniversário do pequeno príncipe teve até direito à capa da Vanity Fair de Agosto! Para mim, o que interessa mesmo são os macacões e as peças às riscas, bem giras, que esgotam em horas (herdou isso da mãe). Uma das sortudas foi a marca Rachel Riley, que se tornou (mais) conhecida no mundo. O puto foi um verdadeiro boost na economia inglesa, ouçam bem o que vos digo!

Imagem da campanha do Red Louboutin

Imagem da campanha do Red Louboutin

Imparável, Christian Louboutin lançou uma linha de vernizes que, como não podia deixar de ser, incluem “O” mundialmente famoso tom “vermelho (rouge) Louboutin”. Dizem que o produto é bom, e o frasco em si é quase um objecto de arte, em vidro facetado, com uma tampa que pode matar uma pessoa. Decididamente, não é candidato para levar em viagens de avião. E cheira-me que muita donzela vai gastar os 50 dólares (!!) do frasco a pintar as solas dos sapatos lá de casa…

Até já!

Créditos: Vanity Fair e Vogue

Anúncios

Lista para o Pai Natal (parte I)

Padrão

Eu sou uma rapariga que gosta de encher o olho, e envolver o corpinho, com coisas bonitas – e caras – o que significa que em 99% do tempo do meu window shopping, a coisa fica-se pelo desejo. Mas sonhar não custa, e existem sempre opções mais em conta, certo? Por estas e por outras, decidi fazer uma série de cartas ao Pai Natal, a ver se ele me liga. Portei-me bem este ano, fui uma linda menina, e fartei-me de trazer alegria (e boas notícias) às amigas fashionistas. Pode ser que uma das encomendas do Net-a-Porter aterre (por engano, mas ainda assim) na minha caixa do correio!

Até já!

E o que é que eu calço??

Padrão
Christian Louboutin, modelo "Ever Glitter"

Christian Louboutin, modelo “Ever Glitter”

O vestido está tratado – ou quase – seguem-se os sapatos. E esta foi a minha primeira decisão, em termos práticos: não vamos ter um casório de sonho, porque há restrições orçamentais, mas os sapatinhos vão ser do melhor que há. Não vão ser sapatos para um dia, mas para a vida, meus amigos para sempre, lindos de morrer e de fazer parar o trânsito. Preços? Nem vale a pena perguntar, mas é coisa onde decidi não poupar. E agora? A escolha é difícil… vejam lá se dão uma ajuda, sim?

Até já!

Oscar de La Renta, no Outnet

Oscar de La Renta, no Outnet

Miu Miu, no Outnet

Miu Miu, no Outnet

Christian Louboutin, modelo Pigalle em rosa-choque

Christian Louboutin, modelo Pigalle em rosa-choque

Miu Miu, modelo Glitter prateado

Miu Miu, modelo Glitter prateado

Casamento à vista!

Padrão
Sandálias com roseta em tule, Charlotte Olympia, no Net-a-Porter

Sandálias com roseta em tule, Charlotte Olympia, no Net-a-Porter

E desta vez não é de nenhuma celebridade, membro de família real ou afins: é mesmo o meu! O rapaz surpreendeu-me com o pedido (e o anel) uns dias antes do Natal, a baby consentiu (obrigada, B.!) e estamos a apontar para Setembro. De resto, pouco mais está decidido: queremos uma cerimónia simples, descontraída mas com alguma elegância, e perto do mar. Mais que o vestido, arranjos, convites ou local, a minha preocupação é mesmo só uma: os sapatos! Um par lindo, que seja confortável para todo o dia, dentro do orçamento e, ao mesmo tempo, que dê aquele “tcharam!” ao look de noiva, sem cair no foleiro – só vos digo… não é tarefa fácil!!

SE…

…eu tivesse um orçamento alargado, estas seriam as minhas escolhas (na versão neutra/metalizada):

Sandálias Jimmy Choo, no Net-a-Porter

Sandálias Jimmy Choo, no Net-a-Porter

Sandálias com flores em seda, Charlotte Olympia, no Net-a-Porter

Sandálias com flores em seda, Charlotte Olympia, no Net-a-Porter

Sandálias "cage" Jimmy Choo, no Net-a-Porter

Sandálias “cage” Jimmy Choo, no Net-a-Porter

Modelo Corneille, em ChristianLouboutin.com

Modelo Corneille, em ChristianLouboutin.com

 

O que acham?

Até já!

PS – esperem uns quantos posts sobre o assunto “casamento” durante os próximos meses. E aceitam-se sugestões, claro!!

Regresso do xadrez

Padrão

 

Camisa J.Crew, no MyStylePill.com (as botas e blazer são da Zara)

Camisa J.Crew, no MyStylePill.com (as botas e blazer são da Zara)

Não falo do jogo, que se mantém um clássico, mas da também clássica camisa com este padrão. Associada a profissões como a de pescador (ou lenhador), que implicam grande esforço físico e muitas horas ao ar livre, as clássicas camisas de flanela xadrez eram peças conotadas com a classe trabalhadora, sobretudo nos EUA, mas foram mundialmente resgatadas na década de 90 pelos adeptos do movimento grunge, seguindo o exemplo fashion do seu expoente máximo, Kurt Kobain. Ainda me lembro de algumas que tinha – e usei muito – durante o secundário: xadrez vermelho e azul (a favorita), xadrez verde e amarelado (a que ficava melhor) e xadrez azul e cor de tijolo, em flanela (a mais confortável e fofinha, herdada do avô).

Camisa Gap - em saldos! - já cá canta...

Camisa Gap – em saldos! – já cá canta…

Pois a febre do xadrez vem nesta estação confundir-se com as tendências campestres, com o renovar dos tecidos de lã com personalidade – como o tartan – e aterrou (ainda que cheia de tachas, num fase inicial) nos cabides das lojas. Nem o clássico Christian Louboutin escapou à febre… (podem confirmar aqui). Apesar de ter identificado algumas boas apostas (aqui e aqui, da Zara), foi uma pechincha fofinha da Gap que levou a melhor (foto acima), e nem precisei de ver a Duquesa Kate num coordenado McQueen fantástico para me convencer que estava no bom caminho. Como estou numa cruzada para introduzir mais padrões no meu armário (sou incorrigível com os lisos e as cores neutras), acho que os primeiros passos se devem fazer por via dos clássicos. Pena é a minha carteira não gostar da etiqueta desta aqui

Duquesa de Cambridge, com conjunto McQueen, de visita à sua antiga Universidade, na Escócia.

Duquesa de Cambridge, com conjunto McQueen, de visita à sua antiga Universidade, na Escócia.

Até já!

Crédito: Dailymail.co.uk